Posted on / by adminlapidare / in Lapidare Users

Entenda a diferença de médicos e não médicos na Cosmiatria

A crescente procura por procedimentos estéticos é uma realidade vivida pelo Brasil. Ao longo dos últimos anos houve um aumento significativo na busca, em especial, pelos métodos relacionados ao rejuvenescimento facial. No entanto, quando falamos em procedimentos estéticos um impasse paira sobre o tema: o crescimento dos não médicos na área dos injetáveis.

E esse é exatamente o assunto abordado neste blog. Continue a leitura e descubra alguns detalhes sobre a área. 

O que são profissionais não médicos? 

Antes de explicarmos alguns dos impasses que envolvem a atuação dos não médicos na área dos injetáveis é necessário entender quem são esses profissionais. São esteticistas, biomédicos, cirurgiões-dentistas que não possuem formação de dermatologia ou cirurgião-plástico mas que atuam realizando os mesmos procedimentos estéticos que os médicos.

Entenda a diferença dos médicos e não médicos na área dos injetáveis

Os procedimentos estéticos vão além de somente a melhora para uma pele mais harmoniosa, um rosto ou corpo mais bonito. É um procedimento que requer segurança já que está sujeito a complicações desde as mais simples até problemas mais sérios. Por esse motivo é fundamental contar com o apoio de profissionais amplamente qualificados para isso, principalmente para a segurança dos pacientes.  

É um assunto delicado e polêmico, mas você escolheria um médico formado e especializado para realizar procedimentos injetáveis, ou outro profissional que teve menos tempo de capacitação? Claro que não podemos generalizar, afinal os não médicos podem muito bem investir anos dedicados à essas capacitações, porém esse é um exemplo de uma parcela desses profissionais.

E se você pensa que os procedimentos estéticos podem ser mais baratos se realizados por não médicos, está enganado. Pelo contrário, os produtos em especial o ácido hialurônico e toxina botulínica utilizados no rejuvenescimento facial e preenchimento são importados, por isso apresentam custos altos. Logo, se o valor do procedimento for relativamente barato, é algo que deve ser questionado. 

Além disso, precisamos levar em conta que o número de complicações estéticas cresce a cada ano. Diversos são os motivos que podem justificar esse fato. Agora, é bem provável que você esteja se questionando: a procura por não médicos pode ser uma das razões? A resposta está na busca por profissionais não suficientemente qualificados, que não possuem o conhecimento adquirido há longos anos de estudos, especializações para aprimorar técnicas assim como ocorre com os médicos dermatologistas e cirurgiões plásticos. 

Por fim evidenciamos a maior segurança que um médico formado e com muitos cursos na área pode oferecer para você. Além de saber indicar os melhores tratamentos e procedimentos para um resultado satisfatório e que sempre desejou. 

E qual sua opinião sobre o assunto? Para conferir outros conteúdos importantes sobre medicina e estética siga as redes sociais da Lapidare: Facebook e Instagram.

Deixe um comentário